g2h

terça-feira, 2 de junho de 2020

Coisas que toda mãe de primeira viagem precisa saber

Coisas que toda mãe de primeira viagem precisa saber

1. Sua vida mudará do dia pra noite e você só conseguirá entender bem como quando acontecer;
2. Por mais que você leia mil coisas sobre a maternidade, perceberá que na prática é bem diferente. Mesmo assim, informação nunca é demais e as leituras te farão tomar as melhores decisões;
3. Bebês choram por tudo. Isso é normal, porque ao contrário do que o choro significa para nós, adultos (tristeza, medo ou algum sentimento ruim), para o bebê é sua única forma de comunicação. Eles precisam chorar para demonstrar que tem algo de errado;
4. Recém-nascidos não fazem manha e nem vão ficar mal acostumados com o colo. Isso porque se eles não tem nem maturidade para segurar o próprio pescoço, como terão para manipular um adulto?
5. Por isso, dê colo ao seu filho sempre que achar que deve. Nunca o deixe chorando sozinho. Às vezes, a necessidade dele não é de algo físico, mas sim do aconchego que só o colo pode oferecer;
6. Você se acostumará com a nova rotina mais rápido do que imagina;
7. Aprenderá a cuidar do seu filho mais rápido ainda!
8. Os primeiros meses serão os mais cansativos e você terá a impressão de que será assim para sempre, mas não, vai passar voando e você sentirá falta do tempo em que seu filho cabia nos seus braços;
9. Nem sempre amamentar é fácil. Você não nasceu sabendo amamentar e nem seu filho a mamar, mas rapidinho vocês pegarão o jeito. Esse é um momento único a maravilhoso;
10. Muitas pessoas vão querer palpitar sobre tudo: como dar banho, que roupa colocar, o que você deve vestir, comer, falar. Não dê ouvidos a todos esses palpites, seu instinto de mãe é bem apurado para saber o que fazer;
11. Peça ajuda de pessoas confiáveis quando achar que não dará conta, principalmente no começo, toda ajuda – solicitada – é bem-vinda;
12. As noites parecerão intermináveis e é bem provável que seu filho acorde diversas vezes para mamar. É cansativo, mas passa depressa e logo você terá as noites de sono de volta para você;
13. Conforme eles crescem, apesar de ficar mais difícil, você estará muito mais preparada e achará mais fácil;
14. Bebês sujam roupas com uma velocidade incrível! Se não tem quem as lave, já vá cogitando em começar a lavar na máquina(com sabão especial);
15. Você não precisa e nem tem que ser uma super mãe, mulher, dona de casa e esposa tudo ao mesmo tempo e desde o começo. Faça as coisas conforme for conseguindo que uma hora a rotina voltará ao normal;
16. Crie uma rotina com seu bebê, hora do banho, de trocar, de dormir. Isso gera confiança nele, o que faz com que fique mais calmo e menos irritado;
17. Cólicas acontecem com quase todos os bebês até o terceiro mês. Faça compressas com fralda quente para aliviar, mas não se desespere, faz parte da maturação do intestino;
18. Na rua seu bebê dormirá profundamente, não importa quão barulhento estiver o ambiente. Em casa, se cair um pena no chão ele acordará;
19. A maternidade diz respeito sobre você e seu filho e não sobre outras mães e seus filhos;
20. O amor nem sempre chega junto com o bebê, ele acontece aos poucos e você não é uma péssima mãe por conta disso;
21. O pai do bebê pode demorar mais tempo do que você espera para se adaptar a nova rotina. É tudo muito novo para ele também;


quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Doenças mais comuns nos bebês

Doenças mais comuns nos bebês

Devido à sensibilidade e fragilidade do sistema imunológico, o bebê encontra-se susceptível a diversas doenças.

- Sarampo: O Sarampo surge geralmente no bebê depois dos 12 meses de idade, e provoca sintomas como febre alta, vermelhidão, lacrimejamento e coceira nos olhos, deixa o bebê choroso, inquieto e sem apetite.

- Catapora: A catapora é fácil de identificar, pois ela provoca bolinhas vermelhas na pele que se transformam em bolhas com líquido, além de haver febre, coceira e perda de apetite.

- Gripe ou resfriado: Facilmente pode reconhecer os sintomas de resfriado no bebê, caso ele apresente nariz entupido, tosse, olhos lacrimejantes, espirros ou mesmo febre.

- Dermatite na pele: Geralmente se da na região das fraldas, causa irritação, vermelhidão, bolhas ou fissuras na pele.

- Pneumonia: Consiste numa infecção no pulmão causada por bactérias ou vírus. O bebê apresenta tosse persistente e com catarro, chiado ao respirar, dificuldade para respirar e febre acima dos 38ºC, o que o deixa choroso, inquieto e irritado.

- Infecção de ouvido: Trata-se de uma infecção no ouvido do bebê, quando tem otite a criança fica com dor no ouvido, nariz escorrendo ou febre e por isso ele chora intensamente, ficando inquieto, irritado e com falta de apetite.

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Inspiração e intuição - Mãe

Inspiração e intuição - Mãe não precisa saber a diferença entre, ela o faz com seus institutos naturais. Inspiração, intuição, eis a questão...
No decorrer das eras, acumulamos conhecimentos e informações, que vão abarrotando nossos arquivos mentais.
Todas essas informações vão sendo armazenadas em pequenos “pacotes de dados” para o nosso uso em futuro ainda não previsto, só armazenado.
Essa gigantesca base de dados (memória) pode ser acessada em determinadas condições, isto é, em condições muito especiais.
Como vamos explorar esses arquivos, num determinado momento, com uma justificativa plausível, e atendendo a Lei do Retorno, ou “causa e efeito”, ou ainda colhendo o resultado da semeadura, seria temerário que essa avalanche de dados fosse instantaneamente despejada sobre nossa mente ainda não preparada para a absorção de muitas dessas lembranças.
Alguns mecanismos de filtragem para essas buscas foram criados para evitar danos a nossa saúde mental e proteger nosso intelecto. Hoje sabemos que as terapias com a regressão de memória, costumam afetar significativamente as mentes de pessoas não devidamente preparadas, ou por profissionais sem o cuidado adequado no controle eficaz desse “descortinar” dos véus protetores, ou filtros naturais.
O refluxo natural e necessário dessas informações é conhecido como intuição, e na sua forma mais romanceada e prática como inspiração.
Quando apenas inconscientemente memorizamos a ideia intuímos, quando a buscamos na mente, e desenvolvemos linhas, correntes, redes ou teias de pensamentos, ou raciocínios, e aí dizemos que estamos inspirados.
Nesse primeiro paralelo vamos sondar apenas os arquivos que estão mais próximos do nosso cotidiano, os nossos próprios arquivos.
Numa segunda investida, veremos como é possível ampliarmos a área de busca. Essa ampliação pode ser para arquivos de terceiros que retratam conhecimentos locais, setoriais, nacionais e até universais, pois não há limites.
Por processos eletroquímicos semelhantes a osmose ou a indução eletromagnética, sediados no Fluido Cósmico Universal – FCU - a agitação dos campos áuricos transfere para o FCU os “quanta” de energias mentais, e aí são passíveis de ser acessados, e nessa inter penetração de campos áuricos forma-se a “estrada” para o aporte de conhecimentos nossos e de toda a humanidade, num verdadeiro oceano cósmico de informações ou rede “SHIVA” “rS”.
Chamei-a rede Shiva, pela similaridade de conceitos ao Oriental.
Por hoje vou parar por aqui.



Receba postagens por Email. Após colocar seu email procure sua caixa de entrada mensagem e confirme

Postagens populares

PESQUISE NO GOOGLE

PESQUISE NO GOOGLE